Início » INTRODUÇÃO

INTRODUÇÃO

As malformações uterinas são anomalias congênitas do útero e resultam do desenvolvimento anormal dos ductos paramesonéfricos (ou ductos de Müller). Trata-se de estruturas tubulares do embrião que darão origem às trompas, útero e porção mais interna da vagina. Malformações uterinas (também chamadas de malformações müllerianas) são frequentemente assintomáticas, mas podem estar relacionadas a complicações reprodutivas. Por isso, muitas delas são detectadas apenas quando esses eventos ocorrem. Entre elas, destacam-se a infertilidade e as complicações obstétricas, como abortamentos de repetição e partos prematuros. As taxas de abortamento podem alcançar quase 50%, e as taxas de nascimentos são cerca de 55% (quase metade em relação à população geral), considerando todos os tipos de malformações uterinas. Assim, consegue-se perceber a grande importância que essas malformações uterinas representam na prática clínica. Elas são organizadas por sistemas de classificação que facilitam a compreensão entre os profissionais da saúde.

Valores e Dúvidas sobre os
Tratamentos
Tire suas dúvida e saibas os valores dos nossos tratamentos