Navegue pelo conteúdo do Post

O QUE É SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS (SOP)

A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) é caracterizada por alterações hormonais que podem repercutir no organismo causando vários sintomas. Como consequência, ao invés de, todo mês, crescer um único folículo no ovário até ovular, o que é um processo natural e normal, formam-se vários que ficam “acumulados” e não liberam os óvulos; eles não crescem nem se rompem. Daí o nome “ovários policísticos” que, como veremos mais adiante, não é alteração orgânica obrigatória nesta síndrome. Existem vários hormônios que participam destas alterações, mas os principais são os androgênios (hormônios masculinos normalmente fabricados pelos ovários, em quantidades pequenas). Essas alterações císticas no ovário humano foram descritas há mais de 100 anos. Porém, foi em 1935 que dois cientistas, Stein e Leventhal, reconheceram uma associação entre ovários policísticos bilaterais e um complexo de sinais consistindo em irregularidade menstrual, hirsutismo (excesso de pelos pelo corpo) e obesidade. Esta tríade de sinais encontrados em conexão com ovários policísticos foi chamada de Síndrome de Stein-Leventhal, sendo, atualmente,conhecida como Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP).

A SOP afeta 6 a 12% das mulheres em idade fértil, sendo a causa mais frequente de disfunção (mau funcionamento) da ovulação, levando desde a ausência de menstruação (amenorreia) a ciclos menstruais irregulares com atrasos, e infertilidade. Representa mais de 75% dos casos de infertilidade por causa ovulatatória. Nesta síndrome, dizemos que os folículos não se rompem como acontece normalmente na ovulação; logo, não liberam o óvulo e ficam “acumulados” – não liberam os óvulos que ficam “acumulados”. Assim, geram as várias imagens císticas. Ocorre também o aumento na produção de hormônios masculinos (androgênios), levando à produção de pelos (hirsutismo) e de acne e, em alguns casos, à queda de cabelo (em menor número). Esses dois fatores podem causar danos estéticos importantes, resultando, muitas vezes, em distúrbios psicológicos e, consequentemente, em comprometimento da qualidade de vida. Além disso, vários estudos têm mostrado de forma conclusiva a associação direta entre a SOP e doenças malignas (câncer de endométrio), doenças cardiovasculares (hipertensão, infartos, anginas) e diabetes. Em razão a desses aspectos, considera-se o estudo da SOP um dos tópicos mais importantes da endocrinologia reprodutiva feminina

Este texto foi extraído do e-book “Síndrome dos Ovários Policísticos”.
Faça o download gratuitamente do e-book completo clicando no botão abaixo:

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on linkedin

Tem alguma dúvida sobre esse assunto?

Envie a sua pergunta sobre assunto que eu responderei o mais breve possível!

Tem alguma dúvida sobre esse assunto?

Envie a sua pergunta sobre assunto que eu responderei o mais breve possível!

Posts Recentes:

Cuidados estéticos

A gravidez é um período de grandes e complexas alterações na fisiologia da mulher, que se refletem em diversos órgãos

Leia mais »
Newsletter
Para mais informações entre em contato com o IPGO

Fale conosco por WhatsApp, e-mail ou telefone

Inscreva-se na nossa newsletter e fique por dentro de tudo!