• Agendamento de Consulta
  • Financeiro e Detalhes de Tratamento
Início » Cólicas fortes e dor durante a relação sexual podem ser sintomas de endometriose

Cólicas fortes e dor durante a relação sexual podem ser sintomas de endometriose

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

“Doença que atinge de 10% a 15% das mulheres de todo o mundo e que pode dificultar a gestação.”

Fevereiro/2008 – O útero é coberto internamente por um tecido chamado endométrio que cresce a cada mês sendo eliminado durante a menstruação. A formação de cistos e nódulos desta camada, fora do local correto, recebe o nome de endometriose. Estes focos aparecem com maior freqüência nos ovários, no peritônio (tecido que reveste a cavidade do abdome e da pelve), nos ligamentos que sustentam o útero e em outras áreas do abdome.

A síndrome pode ser classificada como leve, mínima, moderada e severa, conforme a extensão e o tamanho das lesões. Segundo o médico especialista em reprodução humana Arnaldo Schizzi Cambiaghi, esta doença pode afetar mulheres na idade fértil. “A dor nem sempre esta relacionada à intensidade do problema, porém é um dos principais sintomas. Dores fortes na época da menstruação, no útero, na bexiga e/ou no intestino são sinais que devem ser investigados, além das dores durante o ato sexual”, explica o doutor.
Muitas mulheres têm endometriose e não sentem nada. Apenas descobrem quando começam a investigar as causas da esterilidade. “Estima-se que de 10% a 15% das pacientes sofram deste mal, um dado que pode ser ainda maior já que a melhor forma de identificá-lo é através da videolaparoscopia – introdução de mini-câmera por um corte próximo ao umbigo, que permite achar os implantes e retirar amostras para análise”, esclarece Cambiaghi.

O tratamento indicado para os casos moderados e severos é a cirurgia. Nas formas brandas pode-se ministrar analgésicos, antiinflamatórios e anticoncepcionais. “Perto de 40% das portadoras desta síndrome ficam inférteis principalmente por obstrução das trompas e comprometimento dos ovários. Por isso a importância da terapêutica, o que não significa que nunca poderão engravidar, pois uma grande parte realiza este sonho após a intervenção”, diz o especialista.

A endometriose tem cura?

“Esta é uma pergunta que as pacientes fazem com freqüência, e talvez o maior motivo desta dúvida seja o número grande de mulheres que realizam tratamentos e cirurgias repetidas para este problema. É impossível afirmar que uma intervenção cirúrgica será definitiva para acabar com a doença, mas o que temos observado é que muitas pacientes fazem tratamentos cirúrgicos insuficientes para extingui-la definitivamente. Talvez, muitas das intervenções sejam incompletas devido ao alto grau de complexidade e riscos de complicações. Por isso, alguns cirurgiões preocupados com estes riscos limitam o grau de invasão do procedimento e acabam não retirando a totalidade da doença dos órgãos afetados. As cirurgias mais modernas envolvem detalhes de conhecimento anatômico importantes e têm conseguido um alto índice de cura definitiva e a restauração da fertilidade”, finaliza Cambiaghi.
Para agendar entrevistas, solicitar fotos ou tirar dúvidas entre em contato com Carmen Guaresemin no cel.:
11 99245-6501 ou pelo e-mail: carmen@inthepress.com.br

Sobre o Dr. Arnaldo Schizzi Cambiaghi

Apesar de dedicar a maior parte de seu tempo no conhecimento e tratamento da infertilidade, seu currículo demonstra a preocupação de acompanhar as mulheres em outras áreas da ginecologia e obstetrícia. Autor de livros médicos direcionados ás mulheres e aos médicos, na área de Reprodução Humana vem aprimorando técnicas de Reprodução Humana que envolvem novos exames para o diagnóstico e tratamento da infertilidade como Inseminação Artificial, Fertilização In Vitro e ICSI entre outros. Arnaldo Cambiaghi é ginecologista obstetra especialista em Reprodução Humana e Cirurgia Endoscópica, Diretor clínico do IPGO (Instituto Paulista de Ginecologia, Obstetrícia e Medicina Reprodutiva); Formado pela Faculdade de Ciências Médicas de Santa Casa de São Paulo; Residência em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; Titulo de Especialista pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (n.º 96/97); Especialização em Videolaparoscopia, Histeroscopia e Laser na Catholic University of Leuven – Bélgica; Especialização (Avançada) em Videolaparoscopia a Laser no Institute for Reproductive Medicine – Annandale, Vírginia – USA; Pós Graduate Course – Advance Laparoscopic Surgery including Laser Endoscopy – AAGL – Chicago, Illinois, USA; Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões – Ginecologia; Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Laparoscópica; Pos Graduate Course – Laparoscopic Hysterectomy, incluindo Retroperitoneal Dissetion: Lymphnode dissection, the ureter, Retropubic Urethropexy & Appendectomy – AAGL – Chicago, Illinois, USA; Post Graduate Course – “Surgical Approaches to Endometriosis” – AAGL 23rd Meeting, New York – New York USA; Membro da European Society of Humam Reproduction and Embriology; Membro da The American Association of Gynecologic Laparoscopists; Membro da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana; Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida; Laboratory Training Program and Seminar in the are of auto Suture Surgical Staplers in General Surgery – USC – Norwalk Connecticut – USA. Entre os prêmios recebidos estão o Prêmio Internacional – Troféu Best Video PRODUCTION – “The Cambiaghi Fastener for Extracorporeal Suturing”- Secound International Gynecologic Endoscopic Film Festival & Instrumentation; Exhibition San Diego, California – USA e o Prêmio “Parceiros de Visão” – “Troféu Coruja” – Símbolo da Sabedoria Homenagem ao Dr. Arnaldo Schizzi Cambiaghi pela iniciativa do livro de sua autoria transcrito em Braille. Grávida Feliz, Obstetra Feliz. Fundação Dorina Nowill para Cegos.

Informações à imprensa: LaVida Press
  • (11) 3057-1796
  • (11) 3057-1796
  • jornalismo@lavidapress.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende
Ligue
Mensagem
WhatsAPP
Valores e Dúvidas sobre os Tratamentos no IPGO?
Tire suas dúvida e saibas os valores dos nossos tratamentos
Exame aumenta as chances de sucesso nos tratamentos de FIV
Exame oferece novas perspectivas para mulheres que tiveram falhas repetidas nos tratamentos de fertilização in vitro
11 motivos para a paciente procurar o IPGO

Por que os pacientes com problemas para engravidar e precisam de ajuda de um especialista devem escolher o IPGO?

Por que os pacientes com problemas para engravidar e precisam de ajuda de um especialista devem escolher o IPGO?

Conheça os livros digitais do IPGO

Leve para sua casa a maior coleção de E-books sobre fertilização

Adquira já os Livros Publicados do IPGO

Tenha em mãos a sua coleção

Podcast Da Fertilidade

Nossos conteúdos disponíveis a qualquer hora do dia

spotify-lateral
Valores e Dúvidas sobre os
Tratamentos
Tire suas dúvida e saibas os valores dos nossos tratamentos
As informações contida neste site têm caráter informativo e educacional e, de nenhuma forma devem ser utilizada para auto diagnóstico, auto-trcatamento e auto-medicação.  Quando houver dúvidas, um médico deverá ser consultado. Somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA
Desenvolvido por