Início » O envelhecimento ovariano

O envelhecimento ovariano

Não é novidade que mulheres acima dos 40 anos têm uma redução do potencial da fertilidade quando comparadas a mulheres mais jovens e, consequentemente, têm também uma chance menor de sucesso nos tratamentos de fertilização in vitro (FIV). Mas, o ponto obscuro é qual é o limite de idade da mulher para o tratamento de FIV com os próprios óvulos?

A grande maioria dos insucessos nos tratamentos em mulheres acima desta idade é a qualidade dos óvulos que produzem, por formarem embriões de má qualidade que podem ser chamados de embriões incompetentes. Em outras palavras e com mais objetividade: o número de óvulos produzidos na estimulação ovariana tende a ser menor e tendem a formar embriões com alterações cromossômicas (Saiba mais : www.ipgo.com.br/pgd) inadequados para a implantação. Ou, se isso acontecer, a paciente poderá ter abortos ou, em alguns casos, se a gestação se desenvolver, os bebês poderão ter alterações, como por exemplo, a Síndrome de Down. Após os 40 anos, mais de 30% das gestações evoluirão com aborto espontâneo, enquanto em uma mulher em torno dos 30, esse risco é de cerca de 15%. As chances de que a criança apresente algum problema cromossômico também apresentam uma elevação importante. Enquanto aos 30 anos, esse risco é de quase 1/1000, aos 40 anos é em torno de 1/100 e aos 45 anos sobe para 1/30.

Risco de Aborto Conforme o Aumento da Idade

Idade Materna (anos) Aborto Espontâneo (%)
15-19 9,9
20-24 9,5
25-29 10,0
30-34 11,7
35-39 17,7
40-44 33,8
> 45 53,2

* Gindoff PR & Jewelewicz R. Fertil Steril. 1986;46(6):989-1001

Risco de Anomalias Cromossômicas em Recém-Nascidos de Acordo com a Idade Materna

Idade Materna (anos) Risco de Síndrome Down Risco Total de Anomalias Cromossômicas
20 1/1.667 1/526
25 1/1.250 1/476
30 1/952 1/385
35 1/378 1/192
40 1/106 1/66
41 1/82 1/53
42 1/63 1/42
43 1/49 1/33
44 1/38 1/26
45 1/30 1/21
46 1/23 1/16
47 1/18 1/13
48 1/14 1/10
49 1/11 1/8

* Creasy, RK, Resnik R. Creasy and Resnik’s Maternal-Fetal Medicine: Principles and Practice. Philadelphia: Ed. WB Saunders, 1994:7.

Entretanto, se conseguirmos um número maior de óvulos, poderemos ter uma chance maior de ter embriões de ótima qualidade (embriões competentes) e, consequentemente, um tratamento bem sucedido e filhos saudáveis. Mas, pela queda no número de óvulos com a idade, muitas pacientes mais velhas têm baixa reserva ovariana (saiba mais aqui), produzindo poucos óvulos e na maioria das vezes, precisamos de um maior numero de estimulações – de 2 a 3.

Taxas de Nascidos-vivos em tratamentos de Fertilização in vitro (FIV) de acordo com idade da mulher

O Gráfico acima descreve a taxa de nascimento em ciclos de FIV, de acordo com a idade da mulher, demonstrando o impacto da idade da mulher no sucesso da FIV. Podemos ver que há uma queda acentuada a partir dos 32 anos, que se acentua ainda mais após os 38 anos. Após os 44 anos, a chance de gravidez é muito pequena, menor que 5%. Com óvulos de doadoras o índice de sucesso alcança quase 70%, independente da idade materna mostrando que o problema na idade está na queda da quantidade e qualidade dos óvulos. Portanto: A idade dos óvulos é muito importante. A idade do útero não é importante.

Índice

Menu
Valores e Dúvidas sobre os
Tratamentos
Tire suas dúvida e saibas os valores dos nossos tratamentos