Navegue pelo conteúdo do Post

Como fazer o cálculo para saber a data provável do parto

Uma das coisas que mais confunde uma gestante, é a maneira de fazer o cálculo do tempo de gestação. Sua duração é de aproximadamente 40 semanas, ou seja, 280 dias contados a partir do 1º dia da última menstruação. O cálculo da data provável do parto é feito, na prática, adicionando-se nove meses e sete dias, ao dia em que começou a última menstruação. Data provável do parto não indica o dia que a criança irá nascer. Mostra somente uma estimativa. Há mulheres que irão ter o filho a partir das 37 semanas (conceitualmente chamado gestação de termo precoce). Há mulheres que evoluirão para parto ao redor da 41ª semana, ou seja, uma semana depois da data provável do parto.

É muito difícil para o leigo entender porque a contagem é feita a partir do 1º dia da menstruação, já que neste período a futura mamãe nem sabia se iria ficar grávida. A grande maioria das mulheres sabe, inclusive, o dia exato em que engravidou. Como então justificar a contagem do tempo de gestação antes desta data? A resposta é simples: padronização. Todo tempo de gravidez dado pelos exames de ultrassonografia, e as referências durante o pré-natal são calculados desta forma, pouco importando o dia exato da concepção.

Para aquela que conta em meses, o tempo de gestação é contado a cada 30 dias, iniciando-se a contagem 37 dias (se o ciclo for de 30 dias) após o 1º dia da última menstruação. Exemplo: se a última menstruação foi no dia 1º de janeiro, em todo dia 8 de cada mês, a partir de fevereiro, será completado mais 1 mês de gestação, e no dia 8 de outubro completará 9 meses de gravidez.

Para ajudar no cálculo da idade gestacional podemos lançar mão de aplicativos do celular. Um disponível gratuitamente para Android e IOS é o “Calculadora Gestacional” do Ministério da Saúde do Brasil.

O TAMANHO DO ÚTERO

A altura do útero em semanas se modifica à medida que a gravidez progride. Na 22ª semana, o útero está na altura do umbigo. No entanto, essa característica pode variar de mulher para mulher. Há influencia de alguns fatores, como por exemplo, quantas gestações a mulher já teve, se é obesa ou mais magra, se a gestação é única ou se trata de uma gestação gemelar etc. Note que o útero pode baixar um pouco no final da gravidez, quando ocorre a descida do polo cefálico (período em que o bebê encaixa na pelve).

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on linkedin
Inscreva-se na nossa newsletter e fique por dentro de tudo!
Posts Recentes:

Contracepção

Métodos Contraceptivos Na atualidade, frente às várias opções de métodos contraceptivos encontrados no mercado, dificilmente a mulher não encontrará um

Leia mais »
Para mais informações entre em contato com o IPGO

Fale conosco por WhatsApp, e-mail ou telefone