Encontre-nos nas redes sociais:

Instagram da IPGO

Use o sistema de busca.

Concentração de receptores de progesterona no tecido endometrial hormonal

Home » Espaço Endometriose » Concentração de receptores de progesterona no tecido endometrial hormonal
Agende sua Consulta

Leia na hora certa - Use o leitor QR Code e armazene este assunto para ler diretamente em seu Smartphone

 

 

Dr. Arnaldo S. Cambiaghi & Equipe IPGO

 

O IPGO corre junto com a ciência em busca dos melhores resultados

 

 A progesterona é um hormônio que, entre outras ações, tem um efeito antiproliferativo do endométrio, levando atrofia do tecido endometrial.

Considerando que a endometriose é o crescimento de tecido endometrial fora da cavidade uterina, o uso de progesterona tem se mostrado muito eficaz no controle da doença. Entretanto, alguns pacientes não respondem à terapia hormonal com progesterona.

 

Leia: https://www.ipgo.com.br/o-que-e-endometriose/

 

O exame de progesterona mede a quantidade do hormônio progesterona no sangue. Ele é produzido principalmente nos ovários, e as mulheres apresentam esse hormônio em maiores quantidades. Ela ajuda a preparar o revestimento do útero (endométrio) para receber o óvulo fertilizado. Se não houver concepção, os níveis de progesterona caem e sangramento menstrual inicia.

 

A progesterona mostra seu efeito quando se liga ao um receptor, que está localizado no núcleo das células. Se os níveis de receptores de progesterona são altos, espera-se que a célula responda melhor à progesterona. Portanto, foi levantada a hipótese de que os níveis de receptores de progesterona nos tecidos do endométrio poderiam predizer a resposta ao tratamento.

Para avaliar esta hipótese, um estudo, desenvolvido por Hugh S. Taylor do Departamento de Obstetrícia, Ginecologia e Ciências Reprodutivas da Escola de Medicina de Yale (New Havens / Connecticut) e os resultados foram publicados recentemente no The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism. Neste estudo, os pesquisadores usaram uma técnica de imuno-histoquímica para mostrar os níveis de receptores em tecidos endometriais que haviam sido retirados por laparoscopia. Após cirurgia, as pacientes foram submetidas a tratamentos com progesterona e os níveis de receptores de progesterona foram correlacionados com a resposta à terapia.

 

O exame de progesterona é solicitado para verificar a fertilidade da mulher. O teste também pode ser feito se a mulher está grávida e há risco de aborto ou gravidez ectópica – por isso o exame às vezes é realizado em mulheres que já sofreram abortos, deram à luz a um natimorto no passado ou apresentaram sangramento no útero.

 

As conclusões do estudo foram que a concentração de receptores de progesterona nos tecidos está realmente muito associada ao sucesso do tratamento. Apesar de termos que ter cautela, pois é um estudo pequeno, ele mostra que talvez, no futuro, essa avaliação possa ser útil para decidirmos quais pacientes devem receber tratamento com progesterona após a cirurgia.

 

Acesse: www.ipgo.com.br

 

Referência:

Flores VA, Vanhie A, Dang T, Taylor HS. Progesterone Receptor Status Predicts Response to Progestin Therapy in Endometriosis.  J Clin Endocrinol Metab. 2018 Dec 1;103(12):4561-4568.

Fonte de pesquisa:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/30357380

 

Comments

comments