Encontre-nos nas redes sociais:

Instagram da IPGO

Use o sistema de busca.

Sinais e sintomas de infertilidade

Home » IPGO News » Sinais e sintomas de infertilidade
Agende sua Consulta

Dr. Arnaldo Schizzi Cambiaghi e EQUIPE IPGO

Leia na hora certa - Use o leitor QR Code e armazene este assunto para ler diretamente em seu Smartphone

Não é incomum as pessoas experimentarem sinais de infertilidade. Isso pode ser estressante, pois muitas não apresentam sintomas diretos de infertilidade até que tentem engravidar. A infertilidade afeta homens e mulheres. Segundo pesquisas americanas, cerca de um terço dos problemas com a infertilidade vem das mulheres, e outro terço começa com os homens. O terço final pode ser devido a uma combinação de ambos, outros fatores ou causas desconhecidas.

A seguir, aprenda a reconhecer os sinais de infertilidade em homens e mulheres, e saiba quando é hora de consultar um médico.

Sinais de infertilidade em mulheres

Nas mulheres, os sinais de infertilidade podem incluir:

Não engravidar

O principal sinal de infertilidade não é engravidar depois de tentar por um determinado período de tempo. Um médico pode diagnosticar a infertilidade se uma mulher não engravidar após um ano de tentativas. Se ela tiver mais de 35 anos, pode ser considerada infértil se não engravidar após seis meses de tentativas.

 

Obesidade

Um estudo de 2018 descobriu que a obesidade pode afetar negativamente a saúde reprodutiva. Mulheres com obesidade têm uma menor probabilidade de conceber e correm maior risco de ter problemas durante a gravidez do que aquelas sem problemas de peso.

Leia mais: https://www.ipgo.com.br/nutricao-em-infertilidade/

 

Dor durante o sexo

Dor durante o sexo, ou dispareunia, pode ser um sinal de um problema de saúde subjacente que pode influenciar a fertilidade da mulher. Exemplos de tais problemas de saúde incluem infecções, endometriose e miomas.

 

Menstruações longas ou dolorosas

Algumas mulheres experimentam alguns dias de fluxo leve, enquanto outras experimentam regularmente períodos intensos e cólicas dolorosas.
Aquelas que experimentam períodos muito longos e dolorosos podem estar mostrando sinais de endometriose, condição na qual tecidos normalmente encontrados no útero estão presentes em outras partes do corpo. A endometriose é um fator de risco para infertilidade.

Outros sintomas da endometriose incluem:

-dor pélvica crônica (não só durante a menstruação)
-dor durante o sexo
-dor nas costas
-fadiga
-náusea
-períodos irregulares e manchas
-problemas intestinais ou dor com movimentos intestinais


Sangue menstrual escuro ou pálido

Se o sangue menstrual é regularmente mais pálido do que o habitual, isso pode ser um motivo de preocupação. O sangue menstrual é geralmente vermelho brilhante no início do período de uma pessoa e pode ficar mais escuro nos dias seguintes. Se for muito escuro, esse “sangue velho” no começo da menstruação também pode ser um sinal de endometriose. Se uma pessoa está experimentando esses sintomas, devem procurar um médico.

 

Ciclo menstrual irregular

A duração de um ciclo menstrual varia entre indivíduos e ao longo do tempo. No entanto, muitas pessoas têm um ciclo regular, o que significa que o tempo entre cada período é aproximadamente o mesmo. Ter um ciclo irregular, incluindo a falta da menstruação em si, pode contribuir para a infertilidade, já que significa que a mulher pode não estar ovulando regularmente.

 

Ovulação é quando o ovário libera um óvulo. A irregularidade pode surgir devido a muitos problemas, incluindo síndrome dos ovários policísticos (SOP), obesidade, baixo peso e problemas de tireoide.

 

Alterações hormonais

Sinais de alterações hormonais podem ser inespecíficos e uma pessoa pode não notá-los ou conhecer a causa implícita. Um médico pode testar alguns problemas hormonais.

Flutuações nos níveis hormonais podem causar:

=ganho de peso inexplicável
=acne severa
=pés e mãos frios
=redução ou perda do desejo sexual
=secreção mamilar
=pelos faciais
=cabelos ralos no topo da cabeça

 

Condições médicas adjacentes

Outros fatores que podem afetar a fertilidade em mulheres incluem:

=danos às trompas de Falópio ou ovários
=menopausa prematura
=SOP
=endometriose
=câncer e seus tratamentos

Sinais de infertilidade em homens

Desequilíbrios hormonais

Uma variedade de desequilíbrios hormonais pode afetar a fertilidade do homem. A testosterona é um hormônio essencial para a fertilidade masculina, portanto, os problemas com os testículos que produzem esse hormônio podem levar à infertilidade. Dois hormônios sinalizam para os testículos produzirem espermatozoides e testosterona: luteinizante e folículo-estimulante. A glândula pituitária produz esses hormônios, portanto, qualquer problema com essa glândula também pode influenciar a infertilidade.

 

Disfunção erétil

Alterações hormonais, fatores psicológicos ou problemas físicos podem dificultar a obtenção ou manutenção de uma ereção. Se isso se tornar uma ocorrência regular, pode interferir na relação sexual ou ser um sinal de um problema subjacente.

Problemas com ejaculação ou com o ejacular

Ter dificuldade em ejacular ou perceber mudanças no ejaculado, como uma queda no volume, também pode ser um sinal de um problema subjacente relacionado à fertilidade de um homem.

Mudanças nos testículos

Testículos saudáveis ​​são um aspecto importante da fertilidade masculina. Testículos pequenos ou firmes que parecem “apertados” podem ser outro sinal de problemas hormonais. Por outro lado, testículos inchados, doloridos ou sensíveis podem ser um sinal de um problema subjacente, como uma infecção, que também pode afetar a qualidade do esperma e a fertilidade masculina.

Obesidade

Pesquisa de 2015 observou que muitos estudos ligam obesidade a homens com infertilidade. A obesidade pode aumentar o risco de outras condições que podem afetar a fertilidade, como a qualidade do esperma e a disfunção sexual.

 

Leia na íntegra: https://www.ipgo.com.br/fertilidade-homem/

Outros fatores de risco para infertilidade

Outros fatores de risco que também podem contribuir para a infertilidade em homens e mulheres incluem:

=idade
=fumar tabaco ou maconha
=beber álcool
=história de infecções sexualmente transmissíveis
=estresse
=dieta pobre
Veja mais: https://www.ipgo.com.br/pesquisa-da-fertilidade/

Quando se consultar um médico

Qualquer um que tenha sinais de infertilidade e que tenha tentado conceber por mais de um ano (ou 6 meses, se tiver mais de 35 anos de idade) deve falar com um médico para um diagnóstico completo. Às vezes, pode haver maneiras simples de fazer ajustes no estilo de vida para melhorar a fertilidade, enquanto outras causas subjacentes podem exigir tratamento. Porém, não se preocupe, mesmo após um diagnóstico de infertilidade, ainda há maneiras de engravidar que as pessoas podem discutir com os especialistas.

 

Leia também: https://www.ipgo.com.br/como-escolher-o-seu-medico-e-o-melhor-tratamento/

Palavra do especialista

“Doutor, eu não consigo engravidar”, segundo médico ginecologista e especialista em Medicina Reprodutiva Arnaldo Cambiaghidiretor do Centro de Reprodução Humana do IPGO, esta é a primeira frase que ele ouve da paciente que deseja engravidar e não consegue.

“Já neste primeiro contato, é possível observar alguns sinais na aparência física do casal que ajudem na confirmação do diagnóstico: idade; obesidade; excesso de pelos na mulher (pode indicar Síndrome dos Ovários Policísticos – SOP); tabagismo (pelo odor característico, rouquidão, pigarro próprio dos fumantes crônicos e até, muitas vezes, a boca com deformações sutis, mas típicas e proporcionais ao tempo de tabagismo). Caso o casal já faça perguntas nesta primeira consulta, deve-se deixar claro que o conceito de fertilidade é do casal e que a responsabilidade na dificuldade em ter filhos pertence aos dois. E, claro, iremos investigar todas as possibilidades”, esclarece Cambiaghi.

Fonte: https://www.medicalnewstoday.com/articles/323401.php?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_country=BR&utm_hcp=no&utm_campaign=MNT%20Weekly%20%28non-HCP%20non-US%29%20-%20OLD%20STYLE%202018-10-24&utm_term=MNT%20Weekly%20News%20%28non-HCP%20non-US%29

Comments

comments